Bolsonaro e Doria apostam corrida maluca pela vacina



Manaus não consegue respirar. No domingo (17), enquanto moribundos manauaras sufocam, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) dominada por militares planeja encenar exibição de diligência tardia ao transmitir pela TV reunião para aprovar duas vacinas contra Covid-19.

Na noite de sexta-feira (14), não se podia descartar nem que fosse adiado o showzinho do governo Jair Bolsonaro. Um dos imunizantes em pauta, o “de Oxford”, viria às pressas da Índia para o ministro Eduardo Pazuello ter o que contrapor à vacina “da China” já estocada pelo governador paulista, João Doria (PSDB), mas o barata-voa não funcionou.
Leia mais (01/16/2021 – 13h26)

Fonte do link