Vereador suspeito de assassinar prefeito de Naque é transferido para MG


O vereador de Naque, Marcos Alves da Silva (PSDC) suspeito de assassinar com seis tiros o prefeito da cidade, no Vale do Aço, foi transferido para o presídio de Açucena nessa sexta-feira (19). Ele havia sido preso na terça-feira (16) em Vitória, no Espírito Santo. 

Um mandado de prisão foi expedido pela Comarca de Açucena na segunda-feira (15), quando o vereador ainda estava foragido. Ele foi encontrado na casa de parentes na capital capixaba.

Em entrevista ao portal G1, a defesa do vereador afirmou que vai entrar com pedido de habeas corpus na próxima semana. 

Relembre o crime

O prefeito de 55 anos, Hélio Pinto de Carvalho, foi assassinado no sábado (13) com seis disparos efetuados pelo parlamentar. O crime aconteceu após uma discussão motivada por uma cerca, segundo o boletim de ocorrência, o vereador tentava expandir uma área em seu terreno, que fica justamente ao lado da Prefeitura de Naque. 

Na ocasião eles discutiram e o prefeito, conhecido como “Hélio da Fazendinha” teria usado um chicote para agredir o vereador. Este, por sua vez, teria se munido com uma arma e disparado seis vezes contra o rival. 

Hélio chegou a ser socorrido para o Hospital Márcio da Cunha, em Ipatinga, no Vale do Aço, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ainda no sábado, Marcos foi preso em Governador Valadares e levado ao presídio da cidade. No dia seguinte, foi solto após conseguir um habeas corpus. 

Fonte do link

Comentários no Facebook