Vacinados contra a Covid podem obter comprovante digital em aplicativo


Os moradores de 176 municípios de Minas que já se vacinaram contra a Covid-19 podem ter um comprovante digital da imunização. O serviço passou a ser integrado ao aplicativo Saúde Digital MG – Covid-19, lançado em maio do ano passado pelo Governo de Minas para oferecer atendimento a pessoas com sintomas da doença.

Mas a comprovação digital é liberada apenas para quem tomou duas doses de CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer ou dose única da Janssen. Ou seja, a intenção é oferecer o documento apenas para quem está completamente imunizado contra a Covid.

Conforme o vacinômetro da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), 13,43% da população do Estado, estimada em 21 milhões, já está imunizada. 

Segundo o governo estadual, o sistema é conectado ao Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSus) e o registro de vacinação é comunicado imediatamente ao SUS, por meio de QR Code, e certificando que o usuário recebeu o imunizante contra a covid-19.

O comprovante pode facilitar a vida de quem precisa comprovar a condição de imunizado em alguma situação. Em Belo Horizonte, por exemplo, os eventos sociais (como casamentos e aniversários em buffets) só podem ser realizados se os convidados forem testados ou estiverem comprovadamente imunizados. O problema é que a capital mineira não aderiu ao programa estadual de agendamento de vacinação pelo aplicativo e, dessa forma, seus moradores não terão comprovante pelo aplicativo. 

Entre as 176 cidades participantes do agendamento de vacinação (e consequemente da comprovação) estão Barbacena, Ubá, Uberaba e Janaúba. A lista pode ser conferida aqui. 

Além desse serviço, o aplicativo também disponibiliza teleconsultas, monitoramento de contatos de casos suspeitos e ou confirmados de covid-19, apoio psicológico, e agendamento para a vacinação contra o novo coronavírus em 176 municípios parceiros.

A ferramenta está disponível gratuitamente para Android e IOS. Ela tem navegação intuitiva e permite que cada cidadão faça seu cadastro e também de outras pessoas que não possuam acesso digital, segundo o governo.

Em 14 meses, o aplicativo teve 75 mil downloads, 43mil usuários cadastrados, 50 mil avaliações realizadas e 11 mil teleconsultas.

Para baixar o aplicativo, siga esses passos:

1) Clique aqui para acessar a Play Store se você tem um celular Android, ou clique aqui se você tiver um aparelho da Apple

2) Depois, clique em instalar e fazer um cadastro no aplicativo

Veja um tutorial que mostra como baixar o aplicativo:

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários