UPA Ressaca é parcialmente interditada por vazamento de gás em cilindro


Bombeiros precisaram isolar parte da UPA Ressaca, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, após um vazamento de gás na madrugada desta quinta-feira (23). A situação não tardou a ser solucionada e, eliminados os riscos de explosão, a unidade de saúde pôde retomar sua normalidade ainda nesta manhã. 

Ainda não há detalhes a respeito do que teria causado o vazamento, que começou em um cilindro de gás oxigênio. Para evitar que a concentração de gás se espalhasse, janelas e portas precisaram ser fechadas. Isto, pois, havia risco de explosão e ainda risco de que a grande quantidade de gás pudesse causar complicações ao estado de saúde de pacientes e funcionários da unidade. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, um funcionário da empresa responsável pela manutenção dos cilindros foi acionado para ajudar a conter o problema. Os militares permanecerem na unidade para monitorar o produto até a chegada desse profissional. 

Na manhã desta quinta-feira, a reportagem de O TEMPO procurou a Secretaria de Saúde de Contagem e questionou se algum tipo de manutenção ou vistoria será feita nos próximos dias para verificar se os demais cilindros de oxigênio na unidade estão operando normalmente, mas ainda não há retorno. 

Fonte do link