Universalização do saneamento básico pede um enfoque pragmático

Notícias recentes destacam o sucesso dos leilões de concessões de saneamento à iniciativa privada na Região Metropolitana de Maceió (AL) e nos Município de Cariacica e Viana (ES). Estes projetos foram estruturados antes do Novo Marco do Saneamento Básico (Lei n. 14.026/2020), com fundamento na legislação precedente, em um esforço de inovação conjunto dos governos locais e do BNDES. Este resultado deve ser incentivado para que se busque rapidamente a universalização desse serviço público no Brasil, em prol de 104 milhões de pessoas sem acesso à coleta de esgoto e de 35 milhões sem abastecimento de água potável.
Leia mais (10/20/2020 – 23h15)

Fonte do link