TV Globo é proibida de mostrar documentos das 'rachadinhas' no Rio, diz revista


Segundo publicação do site da coluna Radar, da revista “Veja”, os advogados Luciana Pires e Rodrigo Roca, que representam o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), conseguiram nesta sexta-feira (4) uma tutela provisória na  33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio proibindo a Rede Globo de expor qualquer documento ou peça do processo referente à investigação sobre o esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). 

A decisão, segundo a “Veja”, é da juíza Cristina Serra Feijó. A investigação contra o senador corre em segredo de justiça. Flávio é investigado por um esquema de arrecadação de dinheiro em que os funcionários supostamente devolviam parte dos salários para o então deputado estadual. A estimativa é que cerca de R$ 2,3 milhões tenham sido movimentados no esquema de “rachadinha”.

Fonte do link