Três meses após guerra, Exército da Armênia exige renúncia de premiê, que denuncia golpe militar

[ad_1]

Pouco mais de três meses depois da assinatura do acordo que pôs fim à guerra entre Armênia e Azerbaijão, o primeiro-ministro armênio, Nikol Pashinian, protagoniza uma crise política em seu país.
Leia mais (02/25/2021 – 14h43)

Fonte do link

[uam_ad id="6960"]