Transmissão do novo coronavírus volta ao estágio de alerta em BH

A transmissão do novo coronavírus voltou ao patamar de alerta nesta quinta-feira (2/12), em Belo Horizonte. O RT saiu de 0,99 para 1,01, o maior nível desde 16 de novembro, a última vez que o parâmetro esteve no nível intermediário que se encontra no momento. 
No cenário atual, 101 pessoas se infectam com o vírus a cada 100 casos confirmados, em média. O parâmetro mede a velocidade de transmissão da doença na cidade. 
Já as ocupações dos leitos de UTI e de enfermaria continuam no panorama de controle, abaixo dos 50%. Na terapia intensiva, houve alta: de 38% para 45,3%, conforme o boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura. 
Quanto às enfermarias, a estatística também aumentou: de 45,4% para 49,8%. Com isso, a taxa está na beira do nível de alerta, determinado a partir dos 50 pontos porcentuais. 
O crescimento das ocupações das UTIs e das enfermarias acontece num cenário de diminuição da oferta de vagas nos hospitais públicos, portanto não está diretamente relacionado a uma ampliação de pacientes com a doença.
O total de vagas na terapia intensiva do SUS-BH diminuiu de 157 para 138. Já as leitos clínicos tiveram queda de 258 para 250. 

Casos, mortes e vacinação

Mais quatro mortes por COVID-19 entraram para o balanço nesta quinta. Agora, BH soma 7.036 óbitos no total da pandemia. 
O total de casos cresceu em 146: são 293.278, sendo 954 em acompanhamento e 285.288 recuperados, além daqueles que perderam a vida. 
Mais 22.628 vacinas foram aplicadas na cidade: 1.360 de primeira dose, 18.693 de segunda, oito únicas e 2.567 de reforço. 
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 
  • Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil e suas diferenças
  • Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades
  • Entenda as regras de proteção contra as novas cepas
  • Como funciona o 'passaporte de vacinação'?
  • Os protocolos para a volta às aulas em BH
  • Pandemia, epidemia e endemia. Entenda a diferença
  • Quais os sintomas do coronavírus?

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Acesse nosso canal e veja vídeos explicativos sobre COVID-19

 

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários