Simples, emotiva e popular, fala de Alvim recuperou premissa da propaganda nazista



As estratégias propagandísticas de manipulação das massas e as diretrizes políticas para a produção artístico-cultural preconizadas pelo ditador alemão Adolf Hitler e orquestradas pelo seu ministro da Propaganda Joseph Goebbels para a Alemanha durante os doze anos do regime nazista (1933-1945) parecem ter servido de modelo de inspiração e referência para o vídeo de Roberto Alvim, então secretário especial da Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro, divulgado nesta quinta-feira (16) para anunciar o Prêmio Nacional das Artes, projeto do governo federal no valor total de mais de R$ 20 milhões, para o “patrocínio de produções inéditas em diversas áreas da cultura”, divididas em sete categorias: “ópera, teatro, pintura, escultura, literatura (contos), música e história em quadrinhos”.
Leia mais (01/17/2020 – 21h41)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 − 14 =