Sem doutorandos, sem ciência



Anos atrás eu despertei a ira de boa parte dos meus colegas cientistas brasileiros ao escrever um post chamado “Você quer mesmo ser cientista?”, no qual eu explicava, tintim por tintim, o que espera um jovem ao começar seu primeiro estágio em laboratório e seguir a trajetória de mestrado-doutorado-pós-doutorado-professor que configura a carreira da grande maioria dos cientistas atualmente. Fui acusada de desestimular a juventude, ser antipatriótica (acusação repetida anos depois, quando resolvi deixar o país para trabalhar nos EUA) e contribuir para esvaziar os laboratórios dos colegas da mão-de-obra barata que os jovens brasileiros proporcionam.
Leia mais (06/13/2022 – 18h00)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários