Sem dinheiro para salários e 13º, governo Zema quer reajuste de 42% para segurança pública



Em meio a uma das piores crises fiscais do país, com o 13º atrasado para boa parte do funcionalismo e salários parcelados desde 2016, o governo Romeu Zema (Novo) está em vias de aprovar na Assembleia Legislativa de Minas Gerais um projeto que prevê reajuste de 41,74% para servidores da segurança pública.

O valor corresponde à recomposição das perdas salariais da categoria. A proposta enviada pelo Executivo prevê que o reajuste seja feito de forma escalonada, em três anos. O primeiro reajuste, de 13%, seria em julho deste ano, seguido de 12% em setembro de 2021 e mais 12% em setembro de 2022.

A gestão Zema calcula que o reajuste tenha impacto de mais de R$ 9 bilhões nas contas públicas -R$ 1,1 bilhão em 2020, R$ 2,85 bi em 2021 e R$ 5,06 bi em 2022.
Leia mais (02/18/2020 – 19h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

onze − 2 =