Sada Cruzeiro vence Guarulhos e fecha 2020 na liderança da Superliga masculina


O Sada Cruzeiro vai entrar em 2021 na liderança da Superliga masculina de vôlei. Depois de assumir a primeira posição na última rodada, a noite desta terça-feira reservou a chance de vencer o Vedacit Guarulhos (SP) e se manter no lugar mais alto da tabela.

Jogando no ginásio do Riacho, em Contagem, na abertura do returno, os celestes foram bem para vencer por 3 a 0 (25/21, 25/16 e 25/21) para seguir com um ponto a mais que o EMS Taubaté Funvic (SP). Os vice-líderes venceram o Azulim Gabarito Uberlândia por 3 a 1 (25/20, 25/21, 18/25 e 25/23), resultado que manteve o time do Triângulo na 5ª colocação. 

Depois de jogar na segunda-feira e pegar estrada, o Guarulhos, que vinha de três vitórias seguidas, preferiu poupar alguns dos seus principais jogadores. Mais experientes, o levantador Sandro, o central Thiago Barth e o ponta Thiago Alves foram poupados, dando chance para atletas com menos rodagem que tentaram aproveitar a oportunidade diante de um grande favorito. 

O Guarulhos conseguiu dar mais trabalho no começo do duelo, forçando o saque e tirando o passe da mão do levantador Cachopa. O oposto Bertolini foi um dos destaques, principalmente no primeiro set. Foi a partir da segunda parcial que o atacante começou a ser mais bem marcado. 

O time paulista acabou esbarrando nos seus próprios erros e na eficiência dos contra-ataques cruzeirenses. O cubano López, do time da casa, foi menos acionado nos ataques e quem apareceu bem para derrubar muitas bolas foram os centrais Cledenílson e Isac. Assim que o passe celeste encaixou, as coisas ficaram menos complicadas para os donos da casa. Cledenílson foi a única novidade no time titular, entrando no lugar de Otávio. 

Depois de começar o jogo com o ponta argentino Facundo Conte, que segue oscilando e sem mostrar seu melhor potencial, o Cruzeiro viu Rodriguinho entrar em quadra para melhorar o saque e a recepção. O 2 a 0 no placar fez o Sada entrar firme na última parcial para ‘matar’ o jogo e não dar chances para o azar.

Com poucos erros, um saque poderoso e aproveitamento ofensivo em dia, uma boa vantagem foi aberta logo no começo com 9 a 5. Bastou manter o ritmo para não ser surpreendido, fechar o jogo e se despedir de 2020 em lugar que a torcida se acostumou a estar. 

ESCALAÇÕES

Sada Cruzeiro: Cachopa, Alan, Isac, Cledenílson, Conte, López e Lukinha. Entraram: Rodriguinho, Rhendrick, Oppenkoski. Técnico: Marcelo Mendez

Guarulhos: Adami, Bertolini, Polegar, Geovane, Rammé, Deivid e Alexandre. Entraram: Pantaleão. Técnico: Guilherme Novaes

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários