Remédio de 1.200 anos dá pistas para combater bactérias atuais



Uma poção para os olhos usada há 1.200 anos pode ajudar os cientistas em sua batalha contra a resistência de bactérias a antibióticos atuais. A receita, encontrada em um tratado de medicina medieval, foi reproduzida e testada por cientistas da Universidade de Warwick, em experimento publicado na última semana no Scientific Reports, da revista Nature.

Feito à base de cebola, alho, vinho e sais biliares, o preparado se mostrou seguro para células humanas e eficaz para combater biofilmes multicelulares -colônias de microrganismos que funcionam como uma proteção para as bactérias, reduzindo a ação dos antibióticos atuais. O tártaro dos dentes é um exemplo de biofilme, mas há outros especialmente difíceis de tratar, como o de úlceras nos pés de pacientes diabéticos.

O remédio, que faz parte do “Bald’s Leechbook” -“livro de prescrições médicas de Bald”, manuscrito compilado no século 9º durante as reformas educacionais do rei dos anglo-saxões Alfredo, o Grande-, foi recuperado e testado por pesquisadores do Ancientbiotics.
Leia mais (08/06/2020 – 08h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 + dois =