Quantos cientistas ficarão num país que lhes nega dinheiro até para conta de luz?



A visão sobre a pesquisa científica no governo de Jair Bolsonaro (PSL) oscila entre dois extremos. Nenhum deles se baseia na realidade.
 
Valoriza-a, em aparência, tendo fixado como meta, na campanha eleitoral, mais que duplicar o gasto com ela, elevando-a para 3% do produto interno bruto (PIB). Nessa seara, o país vegeta em torno de 1% do PIB; como se acha em situação orçamentária deplorável, nem em sonhos conseguirá dar esse salto nos próximos anos.
 
Na outra ponta, o presidente da República revela ignorância sobre a ciência nacional. A pretexto de elogiar a pesquisa avançada com grafeno na Universidade Mackenzie, afirmou que se faz mais pesquisa por aqui nas instituições privadas do que nas públicas -um equívoco colossal.
Leia mais (04/28/2019 – 02h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here