Quando ouvir Covid em 2021, pense máscara e distância, não vacina

Os Estados Unidos fecharam o malfadado ano de 2020 com 2,8 milhões de vacinados contra Covid, tendo iniciado a imunização 17 dias antes. O plano era aplicar a injeção em 20 milhões de cidadãos até o Ano-Novo. No ritmo atual, contudo, toda a população americana estará protegida em… 5,5 anos.

No mundo todo foram administradas cerca de 9,5 milhões de doses. Supondo que cada unidade corresponda a uma pessoa, algo impreciso porque algumas já tomaram a segunda injeção, vacinar 7,8 bilhões demandaria, nesse ritmo, por volta de 50 anos.

Claro que esses dados não significam grande coisa como previsão. Todo processo começa devagar e ganha impulso com o tempo. Mas não dá para ser muito otimista quando a capacidade de produção e distribuição se conta em alguns milhões e a demanda, em bilhões.

Existe um lema entre pesquisadores para refrear os donos de imaginação prodigiosa na hora de formular hipóteses: se ouvir barulho de cascos, pense em cavalos, não em zebras. O cenário mais simples e racional é também o mais provável.

Por isso, quando ouvir falar em Covid durante o ano que começa, pense antes em usar máscara e manter distanciamento social, por ora os principais meios de proteger a si e aos outros. Não conte com a desculpa da vacina para baixar ainda mais a guarda.
Leia mais (01/02/2021 – 23h15)

Fonte do link

 

Compartilhe:

Comentários