'Quando a gente estressa uma história, ela melhora', diz Rosane Svartman



Como todo mundo, Rosane Svartman está passando por apuros nesta quarentena. Mesmo desenvolvendo um trabalho intelectual que pode ser feito à distância, a roteirista tem enfrentado dificuldades para se adaptar ao home office.

“Na minha vida toda, eu sempre procurei não levar trabalho para casa. Quando estou lá, quero dar atenção à família” conta ela, em entrevista por telefone. “Eu gosto de marcar bem a diferença entre o público e o privado. E de trabalhar com a minha equipe em volta, presencialmente, como numa Redação de jornal.”

Foi assim que, durante muitos meses, Rosane Svartman e Paulo Halm escreveram “Bom Sucesso”, nvoela da faixa das 19 horas da Globo. De segunda a sábado, os dois e mais um pequeno grupo de colaboradores chegavam por volta das 10h a um escritório no Rio de Janeiro. Trabalhavam o dia inteiro e, à noite, ainda assistiam juntos ao capítulo da novela que ia ao ar.
Leia mais (05/06/2020 – 14h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × dois =