Pyong Lee surpreende ao escapar com folga de paredão que prometia ser acirrado



Eu jurava que o Pyong Lee fosse gay.

Não foi só o jeitinho dele que me fez desconfiar. Em 2013, Pyong venceu o Show do Gongo do Festival Mix Brasil, que é todo voltado às artes com temática LGBT.

O Show do Gongo é uma pândega. Funciona assim: os concorrentes inscrevem seus vídeos na hora, e Marisa Orth controla o gongo com pulso de ferro. Depois de 30 segundos de exibição, a plateia pode se manifestar. Se Marisa achar que o povo não está gostando, ela gonga, e o vídeo é sumariamente interrompido e desclassificado. Só os que chegam até o final podem disputar o prêmio, que é decidido por um júri.

Pois bem. Em 2013, apenas dois vídeos evitaram ser gongados, e eram bem fraquinhos. Parecia que o prêmio iria acumular para o ano seguinte. Foi aí que um rapaz de feições orientais implorou que seu trabalho fosse considerado.
Leia mais (03/04/2020 – 14h35)

Fonte do link