Presidente do Equador defende vacinação de seu círculo após escândalo

Quito, 24 Mar 2021 (AFP) – O presidente do Equador, Lenín Moreno, defendeu nesta terça-feira (23) a imunização de seu círculo próximo e justificou-a por sua condição de portador de deficiência, após um escândalo sobre a aplicação de vacinas anticovid a pessoas que não pertencem a grupos prioritários.

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários