Preocupação com falta de mão de obra cresce na indústria, diz CNI

O problema da escassez de mão de obra, que já vinha sendo sentido em alguns mercados específicos nos últimos meses, agora acende um sinal amarelo no radar da CNI (Confederação Nacional da Indústria).

Pesquisa da entidade aponta falta ou alto custo do trabalhador qualificado entre as preocupações de 11,5% dos empresários no terceiro trimestre. O percentual, ficava em torno de 5% antes da pandemia, mas passou a oscilar entre 9,5% e 8,7% e agora deu o novo salto.

A última vez que o número atingiu patamar semelhante foi no primeiro trimestre de 2015, no início da série histórica.
Leia mais (10/22/2021 – 20h22)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários