Prefeitura realiza mais de 70 obras em meio à pandemia


Mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, em que a grande parte do poder público está voltada para as ações de combate à Covid-19, em Betim, as obras realizadas pela prefeitura continuam a todo vapor. Muitas delas foram iniciadas ou foram retomadas, já que algumas precisaram ficar paralisadas no início do ano por causa das chuvas.
São mais de 70 obras que beneficiarão os betinenses. Algumas delas são aguardadas há décadas na cidade, como a conclusão do viaduto Jacintão, cuja obra está 50% concluída, e a construção do teatro municipal.

As obras de avenidas sanitárias como a Cordiline, entre o Cruzeiro do Sul e o Senhora de Fátima; a Goiabinha, no Citrolândia; a Vasco Santiago, entre o Dom Bosco e Alterosas, que contará com uma trincheira na linha férrea, são alguns exemplos. Já a avenida Independência deverá ser iniciada nos próximos dias.

“Essas obras foram contratualizadas no ano passado e estão acontecendo, antes desse momento crítico de pandemia. A maioria é de obras de contrapartida, em que não há dinheiro, mas, sim, a empresa tem que entregar a obra pronta ao município por meio de parcerias, e outras de convênios com governo federal. Temos 78 obras em execução ou que serão retomadas ou iniciadas, que são UBSs, creches, avenidas sanitárias, recuperação e reforma de estruturas, praças, tudo estabelecido no ano passado. Temos a Apac, a UPA Alterosa, viadutos. Há ainda as avenidas sanitárias aguardadas pela população há anos que estamos retomando após o fim do período chuvoso”, disse o prefeito Vittorio Medioli em suas redes sociais.

Além de obras de infraestrutura em bairros diversos, a prefeitura também segue com a reestruturação da rede de saúde. Após entregar já cinco unidades básicas de saúde, outras três estão praticamente prontas, e 12 em processo de execução, além da nova sede da UPA Alterosas.

“Há o centro materno-infantil, que, por causa da pandemia do novo coronavírus, tivemos que estruturá-lo para colocarmos os leitos de UTI para os pacientes mais graves, mas que está à disposição. Serão 170 leitos ao todo e, quando passar a pandemia, ele será usado para o atendimento à gestante. Serão 50 vagas de UTI neo-natal, 120 leitos para gestantes, ambulatórios para parto natural, salas para cirurgias, com toda infraestrutura e tecnologia, com capacidade para mais de 10.000 partos por ano”, completou o prefeito.

Outra obra importante é a construção da sede da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac). A unidade betinense, aguardada há 15 anos, terá 1.800m² e terá capacidade para até 180 detentos, com espaços para desenvolvimento e ações de reinserção social, como oficinas profissionalizantes.

“Mesmo sendo um ano atípico para todo o mundo, com fatores que não prevíamos, a Prefeitura de Betim segue firme seu compromisso de melhorar a vida da população, com planejamento e responsabilidade e cuidado com as pessoas. São obras por toda a cidade, e grande parte delas será finalizada até julho”, disse a presidente da Ecos, Marinésia Makatsuru.

Viadutos
Quase 40 anos depois, o viaduto do Jacintão está sendo concluído. Cerca de 50% da obra de extensão da estrutura complementar já está executada, com os serviços de fundação, construção dos pilares, vigas dos encontros e apoios centrais. Nos próximos dias, será dado início ao lançamento das vigas metálicas e a instalação dos primeiros vãos. A previsão é que a obra seja finalizada no mês de julho. Orçada em R$ 6,9 milhões, a estrutura complementar, aguardada há quase 40 anos, terá 69 metros de comprimento, 19,10 metros de largura e será composta por uma pista de rolamento em mão dupla e duas faixas de pedestres. Também estão sendo construídos os viadutos em frente ao Shopping Monte Carmo e o Torino, na BR–381.

Novas UBSs e UPA
A prefeitura também está investindo na rede de estrutura de atendimento na atenção básica, com a construção de 12 novas unidades básicas de saúde (UBSs). Frutos de contrapartida da iniciativa privada, os novos postos de saúde substituirão prédios atuais que não comportam uma estrutura adequada para um atendimento mais humanizado. O custo médio é de R$ 800 mil cada uma. O objetivo é chegar a 21 novas UBSs. Cinco já estão foram entregues (Novo Amazonas, Cachoeira, Teresópolis, Parque do Cedro e Vila Recreio), e outras três estão praticamente prontas para entrar em funcionamento nos próximos dias (Trincheira, Nova Baden e Laranjeiras).

Além das novas UBSs, a prefeitura também está realizando outra grande obra na saúde: a nova sede da UPA Alterosas. Com 44% da obra já executada, a estrutura contará com uma área construída de 1.834,52 m² e será composta por uma infraestrutura completa e moderna, o que permitirá um atendimento mais humanizado. A capacidade de atendimento também será ampliada em relação ao prédio atual, beneficiando mais de 120 mil pessoas. A previsão é que fique pronta ainda este ano.

“Mesmo com os esforços de todos os órgãos no combate ao coronavírus, não podemos perder de vista a obrigação de tocar os outros serviços. As obras são uma parte deles e estão dentro do cronograma, o que trará impacto muito grande na melhoria de vida da população”, ressaltou o secretário municipal de Ordenamento Territorial e Habitação, Marco Túlio Freitas.

Creches
Uma das áreas que mais recebem investimentos é a educação. Na pré-escola, a prefeitura está construindo sete novos centros infantis (como a do Petrovale, na foto), sendo que um deles, no Alterosas, já está com 99% da obra concluída. Quatro creches já foram entregues no ano passado. Cada unidade poderá atender cerca de 400 crianças, de 0 a 5 anos, em período integral. As novas 11 creches permitirão a criação de mais de 4.500 vagas na cidade.

Teatro
Uma das obras aguardadas há décadas, principalmente pela classe cultural, o teatro municipal ficará pronto este ano. A primeira etapa contempla os serviços de alvenaria, montagem do palco e espaço para a plateia, instalações elétricas e hidráulicas. Cerca de 68% dos trabalhos já foram executados. O custo é de R$ 2,5 milhões, fruto de contrapartida. O espaço terá capacidade para cerca de 700 lugares, com acessibilidade, e área de palco de 355m².

Mais infraestrutura
Vários bairros de Betim também estão sendo contemplados com obras de infraestrutura. No Icaivera, por exemplo, são serviços de drenagem pluvial, rede de esgotamento sanitário, terraplanagem, pavimentação asfáltica e muro de contenção. No Alto Boa Vista, o pacote de obras de infraestrutura contempla várias intervenções. Petrovale, Bandeirinhas, Cruzeiro do Sul e Parque Fernão Dias, dentre outros locais, também estão sendo beneficiados com obras esperadas há anos.

Esporte
Aguardado há décadas pela comunidade, o campo do Paulo Camilo se tornará realidade. A implantação do espaço contará com metragem oficial, alambrado e iluminação. No momento, está sendo realizada e executada a terraplanagem do local, e a previsão é que a obra fique pronta em cerca de quatro meses. Além da construção do campo, a prefeitura também está reformando e construindo vestiários em outros campos, além da construção, reforma e cobertura de quadras poliesportivas.
 

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 + 18 =