Prefeitura contrata 5.000 exames do coronavírus


Para agilizar o resultado dos exames em moradores da cidade com suspeita do novo coronavírus, a Prefeitura de Betim vai firmar um contrato com o Centro Universitário de Sete Lagoas (Unifemm), que propiciará a realização de 5.000 testes da Covid-19.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho, o contrato com o laboratório da Unifemm, que é credenciado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), permitirá que a cidade tenha, no prazo máximo de dois dias, o resultado de exames de coronavírus, que hoje, geralmente, tem demorado cerca de 14 dias para ficar pronto.

“Esse convênio trará uma agilidade muito grande para o município na realização dos exames de coronavírus. Hoje, como a Funed (órgão do governo estadual responsável pelos testes) tem que atender a todos os municípios mineiros, o resultado acaba demorando muito, na maioria dos casos até 14 dias. Agora, com a contratação da Unifemm, nossos servidores farão a coleta do material, e os técnicos do laboratório buscarão as amostras e nos darão o resultado em até 48 horas. Isso ajudará muito a realizar o diagnóstico e o tratamento adequado dos pacientes”, ressaltou Carvalho, afirmando que esses exames já deverão ser iniciados na próxima semana.

O secretário adjunto de Saúde de Betim, o médico Hilton Soares, reforçou que esse convênio auxiliará o diagnóstico e o tratamento dos pacientes na cidade. “Hoje, se um paciente apresenta problemas graves no sistema respiratório, acaba sendo considerado suspeito de coronavírus. Ele tem que ficar em isolamento e ser tratado para essa doença, conforme a orientação da equipe de controle de infecção hospitalar, sendo que pode nem mesmo possuir o coronavírus. Com a realização mais rápida desse exame, se o resultado der negativo, esse paciente poderá ser liberado do isolamento e receber um tratamento mais adequado. Serão testes oficiais que não geram um reteste”, declarou o médico.

Segundo a reitora da Unifemm, Viviane Mayrink, o laboratório já existia para atender a demandas dos cursos do centro universitário e, agora, foi ajustado para realizar os exames do novo coronavírus (Covid-19), com a compra de dois equipamentos.

“Temos um grupo de pesquisadores nossos e da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) trabalhando, e o objetivo é realizarmos cerca de 300 exames por dia, podendo chegar até a mil se a nossa demanda aumentar. Betim saiu na frente ao contratar o nosso serviço, mas já estamos recebendo a demanda de várias cidades. Por isso, pensamos em adquirir um robô para agilizar ainda mais o trabalho”, disse.

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezesseis + 19 =