PF indicia Aécio sob suspeita de desvios na construção de sede do governo de Minas



A Polícia Federal em Minas Gerais indiciou nesta quinta-feira (7) o deputado estadual e ex-governador Aécio Neves (PSDB) e 11 representantes de empreiteiras por supostos desvios e irregularidades na construção do complexo da Cidade Administrativa, sede do governo do estado, em Belo Horizonte.

Eles foram acusados de corrupção passiva e ativa, desvio de recursos públicos e falsidade ideológica. As penas máximas somadas chegam a 41 anos de prisão. Os nomes dos outros indiciados não foram divulgados.

A investigação da PF, iniciada em 2017 com base em fatos relatados por executivos e funcionários da empreiteira Odebrecht em delação premiada, apurou o processo de licitação, contratações e execução das obras do complexo, ocorridos entre 2007 e 2010, na gestão de Aécio Neves no estado.
Leia mais (05/07/2020 – 20h22)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 + dezoito =