Pesquisadores reagem a patentes de droga psicodélica extraída de fungos



Na esteira do renascimento das drogas psicodélicas para a psiquiatria, a FDA (agência de fármacos dos EUA) deu no final de outubro seu aval para testes clínicos com a substância psicoativa psilocibina. Presente nos cogumelos alucinógenos Psilocybes, populares entre hippies, o composto ressurge com a promessa de combater a depressão.
 
Renascem também, em paralelo, as controvérsias sobre compostos psicodélicos. Não tanto como a voga contra os excessos da contracultura dos anos 1960/70, que resultou na proibição do LSD (embora não se possa descartar uma reação do ultraconservadorismo no Brasil e alhures), mas até entre os militantes da ressurreição.
Leia mais (12/23/2018 – 02h00)

Fonte do link

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook