Perseguição do governo Bolsonaro à TV Globo vai se tornando mais explícita

[ad_1]

Não é de hoje que o governo federal tenta impor algum controle à mídia. Enquanto o PT esteve no poder, volta e meia os parlamentares do partido apresentavam um projeto de lei que visava a “democratização” dos meios de comunicação, um eufemismo para uma forma de censura.

Lula também tentou enfraquecer a Globo incentivando o crescimento das maiores concorrentes da emissora, a Record e o SBT. Ironicamente, hoje ambas apoiam Bolsonaro entusiasticamente.

As táticas empregadas pelos governos petistas eram mais sutis, e deixavam margem para interpretação. Já o atual nunca escondeu, desde antes da eleição de 2018, que faria tudo para calar os veículos que enxerga como inimigos. E vem fazendo.

Uma das primeiras medidas adotadas foi o redirecionamento da publicidade federal para órgãos simpáticos a Bolsonaro. Sites de extrema-direita e baixa audiência receberam quinhões generosos, enquanto a Globo e a Folha, líderes em seus segmentos, ficaram à míngua.
Leia mais (12/24/2020 – 16h40)

Fonte do link

[uam_ad id="6960"]