Parcela da população que se declara dona de casa cai para 7% em 26 anos

“Bela, recatada e do lar”, a expressão que viralizou em 2016 após ser usada para definir a esposa do então presidente Michel Temer, está desatualizada.
 
Ao menos a terceira parte ?do lar? deixou de representar boa parte das mulheres brasileiras. Segundo série histórica do Datafolha, 19% da população se declarava dona de casa em 1993.
 
Na mais recente pesquisa Datafolha, feita em 4 e 5 de julho com 2.086 pessoas de 16 anos, essa parcela caiu para 7%.
 
Há 26 anos, quando o instituto de pesquisa começou a medir a participação dos brasileiros na economia do país, duas em cada dez pessoas declararam a ocupação “do lar”. 
 
Para retratar a população, as sondagens costumam equilibrar os entrevistados por gênero ?cerca de metade são homens, a outra parte reúne mulheres. Estatisticamente, no entanto, é insignificante a parcela masculina que responde ter como principal ocupação os afazeres domésticos.
 
Essa percepção de ocupação “do lar”, vale lembrar, é apresentada pela própria entrevistada. Por exemplo, uma autodeclarada dona de casa pode vender produtos da Natura como bico, mas ver como sua ocupação principal a vida doméstica.
Leia mais (08/06/2019 – 20h23)

Fonte do link