Para Mourão, povo não gosta de respeitar regras e será difícil sucessor de Pazuello 'consertar tudo'



O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse nesta segunda-feira (15) que será muito difícil que o nome que venha a substituir o general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde consiga “consertar tudo” da noite para o dia.

Pressionado pelo Congresso e por críticas de apoiadores por causa do pior momento da crise de Covid-19 no país e pela escassez de vacinas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu início à sucessão de Pazuello e neste fim de semana já conversou com a cardiologista Ludhmila Hajjar, que deve recusar o convite.

“É uma situação muito difícil pela característica do nosso país, pela característica deste vírus, pela forma como o país encarou isso aí tudo. É muito difícil para alguém, da noite para o dia, conseguir consertar tudo”, disse Mourão ao chegar à Vice-Presidência pela manhã.
Leia mais (03/15/2021 – 10h30)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários