Para motociclistas de BH, discutir é a atitude mais perigosa no trânsito


Os motociclistas que pilotam por Belo Horizonte consideram discutir o comportamento mais perigoso no trânsito. A atitude foi citada por 40% dos entrevistados para a dissertação de mestrado defendida por Walisson Queiroga de Figueiredo. A pesquisa aponta ainda que, depois disso, são consideradas atitudes perigosas usar o celular enquanto dirige (31%) e mudar de faixa sem ligar a seta, conforme apontou 29% dos entrevistados. 

A pesquisa, que faz parte Programa de Pós-Graduação em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência da Faculdade de Medicina da UFMG, também buscou entender que fatores podem levar a mudanças de comportamento dos condutores. 

O levantamento foi realizado com base em dados do inquérito populacional intitulado “Saúde e violência: subsídios para formulação de políticas de promoção de saúde e prevenção da violência (Sauvi, 2014)”

Fonte do link