Para evitar 400 mil mortes no dia das Mães, é preciso revolta contra Bolsonaro

As UTIs dos hospitais da prefeitura de São Paulo vão lotar em cerca de duas semanas caso o número de pessoas internadas por Covid-19 continue a crescer como nos últimos sete dias. Isso se a cidade dispuser de novo do número máximo de leitos que já teve, 1.290, entre outubro de novembro do ano passado. A cidade ainda acha que pode chegar a 1.400 camas para atender a esses doentes muito graves. Então, no ritmo atual, a lotação ocorreria em 18 dias, três semanas, no máximo.
Leia mais (03/10/2021 – 23h15)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários