Pandemia da Covid-19 é hecatombe brasileira



Não existe absolutamente nada de normal no que está acontecendo. É preciso ser muito tapado, maluco ou canalha para achar que temos mais é de tocar a vida. Apenas a mais completa burrice ou desonestidade explica que o supremo mandatário de um país do século 21 não esteja arrancando os cabelos diante da morte de 100 mil pessoas em cinco meses por causa de uma doença infecciosa.

Mesmo numa nação tão desigual e ignorante quanto a nossa, já deveria estar abundantemente claro que algo fora da escala normal das coisas está se desenhando. A gripe espanhola, pior pandemia dos últimos séculos, matou 35 mil pessoas no Brasil (quase certamente uma subestimativa, mas ainda assim eloquente). Em 20 anos, de 1982 a 2002, a Aids ceifou as vidas de cerca de 150 mil brasileiros. Como é perfeitamente concebível que cheguemos a esse número tétrico no começo de 2021, só posso concluir que alguém está tentando justificar um slogan de campanha na linha 20 Anos em Um.
Leia mais (08/08/2020 – 23h15)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − três =