País deveria estudar corredor estratégico em SP, porta de entrada e saída do agro

O avanço do coronavírus pelo país terá um efeito muito forte sobre o agronegócio. Diferentemente de países como a China, que tem produtos industriais e não perecíveis para pôr no mercado externo, o Brasil dispõe de alimentos.

O governo e o setor do agronegócio têm de se preparar para um eventual avanço descontrolado do vírus, o que exigiria medidas draconianas, como já estão sendo sugeridas por alguns especialistas.

É melhor se prevenir, montando estratégias, do que aguardar. A China inicialmente isolou completamente algumas regiões do país.A morte dos animais, que não recebiam os insumos para a ração, e a necessidade humana por alimentos forçaram o país a criar corredores estratégicos.
Leia mais (03/17/2020 – 01h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 4 =