Operação cumpre mandados contra suspeitos de crimes em prefeituras de Minas


Uma operação desencadeada na manhã desta quinta-feira (24) cumpriu 14 mandados de busca e apreensão em pelo menos cinco cidades da Zona da Mata e da região Central de Minas. Objetivo foi localizar e apreender provas de um esquema criminoso que frauda licitações e pratica os crimes de peculato, desvio, corrupção e associação criminosa.

Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a Operação Probo aconteceu nos municípios de Ponte Nova, Viçosa, Manhuaçu, Sete Lagoas e Santa Cruz do Escalvado. Dentre os alvos da operação estão um prefeito, um presidente da Câmara Municipal e empresários atuantes nas regiões.

A reportagem de O TEMPO tentou apurar junto ao órgão os nomes do envolvidos e em quais prefeituras foram cumpridos mandados, mas nos foi informado que mais dados serão repassados posteriormente.

Conforme as prefeituras citadas, das quais a reportagem conseguiu entrar em contato, não foi informado nenhum cumprimento de ordem judicial nesses locais. Na prefeitura de Santa Cruz do Escalvado, ninguém quis falar sobre o assunto.

As investigações estão em curso na Procuradoria Especializada no Combate a Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais. Participaram da operação quatro promotores de Justiça, cinco delegados da Polícia Civil, 34 policiais civis, oito policiais militares, 20 agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), dois servidores do MPMG e um perito criminal.

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − treze =