Ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 em BH é a menor desde maio


Em mais um indicador que aponta a transmissão do coronavírus em queda, a ocupação dos leitos de UTI para pacientes internados com a doença chegou a 44,5% em Belo Horizonte. O número é menor desde maio, quando os dados das unidades de saúde passaram a ser divulgados nos boletins da prefeitura. Ao todo, a capital mineira conta com 741 vagas de tratamento intensivo nos hospitais públicos e particulares. 

Nos leitos de enfermaria, a ocupação é ainda menor e chega a 39,8% na cidade – são 1.713 vagas. Desde julho, quando mais de 92% dos leitos de UTI exclusivos para a Covid-19 ficaram ocupados e a flexibilização foi interrompida em BH, os números estão em queda. 

E pelo terceiro boletim consecutivo, todos os indicadores que medem a expansão da pandemia estão verdes: além das taxas nos hospitais, a transmissão da doença está em 0,92, o que indica que cada contaminado transmite o coronavírus para menos de uma pessoa.

Casos da doença

Ao todo, a capital mineira já confirmou 38.166 casos de coronavírus, com 34.378 pacientes recuperados e outros 2.652 em acompanhamento. O número de mortes chegou a 1.136 – 80,8% dos óbitos ocorreram em pessoas com mais de 60 anos e em 97,1% dos casos gerais havia pelo menos um fator de risco ou comorbidade.

Entre os 7.324 profissionais de saúde testados pela prefeitura, 1.155 tiveram diagnóstico positivo para o coronavírus, sendo que os técnicos de enfermagem dos postos de saúde foram os mais atingidos. 

Os atendimentos de pessoas com doença ou suspeita também estão em queda. Na semana em andamento, 1.601 pacientes procuraram a rede municipal de saúde, contra 5.697 no período anterior.

Barreiras sanitárias

O boletim da Secretaria Municipal de Saúde mostrou ainda que desde o início da fiscalização sanitária nos principais pontos de acesso à capital mineira, mais de 1,2 milhão de pessoas já foram abordadas pelas equipes. Desse total, 2.796 receberam encaminhamentos para unidades de saúde por suspeitas da Covid-19.

Nas estações integradas do transporte coletivo, outras 549.278 pessoas foram avaliadas e 493 receberam a recomendação de procurar o médio. 

 

Fonte do link