Ocupação de leitos UTI Covid em BH está abaixo de 60% pela 1ª vez desde maio


Pela primeira vez desde o fim de maio deste ano, a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a pacientes com suspeita ou confirmação de coronavírus na rede pública de saúde de Belo Horizonte está abaixo dos 60%. O pico dessa taxa foi no início de julho e, desde então, o indicator praticamente só diminuiu.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta terça-feira (25), dos 424 leitos, cerca de 58,5% estão ocupados. No dia 4 de julho, esse percentual era de 92,8%, um recorde até agora.

Considerando todos os leitos desse tipo ofertados na capital, sejam eles do Sistema Único de Saúde (SUS) ou particulares, a taxa de ocupação está em 54,3%, estando no nível amarelo de alerta.

Enfermaria

Já em relação aos leitos de enfermaria para a pandemia, são 1.108 unidades disponíveis na rede pública, das quais 53,1% estão sendo utilizadas atualmente. Esse indicador não é o mais baixo dos últimos meses, mas vem mantendo a média de aproximadamente 50% desde o começo de agosto.

Na somatória com os leitos da rede suplementar, essa taxa cai para 48,2%, estando no nível verde de alerta.

Balanço

Ainda de acordo com o relatório, BH tem atualmente 31.840 casos confirmados de coronavírus, sendo 379 registrados nas últimas 24 horas. Com relação ao número de mortes, são 892 vítimas, nove a mais que nessa segunda-feira (24).

Fonte do link