O SERIAL KILLER que mais MATOU – Baseado em Fatos Reais



Você, sozinho com seus pensamentos, um dia já se perguntou se conseguiria matar alguém? Com toda certeza essa ideia já passou por sua cabeça. Passou pelas nossas. Pelas de todo mundo. É um denominador comum entre todos os humanos.
O que você faz com esse pensamento é o que te torna bom ou mau. No campo teórico, imaginativo, nós não podemos fugir disso. Já no campo prático, existe essa possibilidade. Se você leva suas ideias maléficas a frente, você escolheu um lado. E vice-versa.
Se alguém que levou esse pensamento a frente e matou alguém é uma pessoa má, qual adjetivo daríamos a alguém responsável por 931 assassinatos? Que foram consumados, literalmente, com suas próprias mãos.
Existe nome na língua portuguesa para caracterizar tamanha maldade? Tamanho gosto pelo ato da morte? Pense nisso e aproveite. Já deixe seu like, e não esqueça de ativar o sino das notificações.
A gente vai fazer com que você conheça o retrato mais fidedigno da maldade que já existiu. Thug Behram, o homem que ceifou quase 1000 vidas durante seus 75 anos de vida. Garantimos que você não viu muita coisa parecida até hoje.

O SERIAL KILLER que mais MATOU – Baseado em Fatos Reais

Link original

20 COMENTÁRIOS

  1. 931 seria as vezes que ele seria estrangulado, porém quando ele estivesse quase morrendo , parava e deixava ele se recuperar até o dia seguinte onde seria repetido o mesmo processo até completar o número de pessoas mortas que ele teria ceifado , só aí ele teria sua morte . Obs: não estou falando que eu faria , apenas seria o mínimo que ele merecia por ter cometido esses crimes .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove − treze =