O Rio de Janeiro tem futuro?

Mesmo com mais um governante preso no Rio de Janeiro, os cariocas não estão acorrentados a péssimos serviços públicos e indicadores de bem-estar ruins. Há muitos exemplos de cidades grandes que conseguiram se reerguer.

Há alguns mitos sobre as dificuldades da cidade maravilhosa. O principal seria que o declínio do Rio estaria relacionado à mudança da capital para Brasília. Entretanto, a perda do status especial não é o pecado original que iniciou o processo de decadência do Rio de Janeiro.

Francisco de Melo Franco, secretário de Planejamento da Guanabara, teria afirmado que “o Rio de Janeiro faz parte da história mundial. Como pode ser um município como outro qualquer?”. Infelizmente, ele estava certo, mas porque é improvável que outro município tenha sido tão mal gerido quanto o Rio, nos últimos 60 anos.

O verdadeiro pecado original é a ideia de excepcionalidade, na qual o Rio merece ser subsidiado pelo resto do país.
Leia mais (12/25/2020 – 23h15)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários