O racismo sutil dos falsos defensores de Maju Coutinho

0
2
Gostou do post?



Maria Júlia Coutinho estreou na bancada do Jornal Nacional na Globo no último sábado (16) sob aplausos generalizados. A enorme torcida a seu favor de justificou: segura, precisa e simpática, a jornalista celebrizada como moça do tempo mostrou, mais uma vez, que está pronta para ancorar o mais importante telejornal do país.

Mas não existe unanimidade, e Maju, também mais uma vez, sofreu ataques racistas nas redes sociais. Isto, infelizmente, já era esperado. Mais surpreendente foi um tipo de crítica replicado por alguns internautas alinhados com a direita: elogiar o fato de uma mulher negra apresentar o JN seria uma forma perversa de racismo.
Leia mais (02/18/2019 – 09h30)

Fonte do link

Comentários no Facebook