O racha no Mercosul



Além dos efeitos da Covid-19 sobre as economias do Mercosul, os países membros do bloco comercial se encontram em um momento crítico de seu relacionamento, no momento em que o Uruguai inicia seu período na presidência da organização. O Brasil, país líder do bloco, desenvolveu uma política externa contraditória. Por um lado, se mostra adversário da globalização em muitos temas da agenda internacional e, por outro, partidário de uma liberalização comercial ampla em um momento de protecionismo mundial. Em termos de política comercial, o Brasil de Bolsonaro insinuou estar mais interessado no relacionamento bilateral com países desenvolvidos do que em trabalhar pela integração regional. No caso do Mercosul, o Brasil pleiteia por uma abertura comercial ampla como “condição” para se manter como integrante ativo do grupo, posição que o conduziu a um confronto com o novo governo argentino de Alberto Fernández, que não baseia sua política econômica na “magia” do mercado.
Leia mais (07/17/2020 – 15h49)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco + cinco =