O momento é de festa na pecuária, mas também traz preocupação, segundo o Itaú BBA

Tudo é festa na pecuária. A afirmação é de César de Castro Alves, consultor de agronegócios do Itaú BBA. O cenário é muito positivo para o setor.
 
Patrocinada pelos chineses, essa festa também traz preocupações. Até quando dura esse fôlego e a necessidade de importações da China?, pergunta o analista.
 
Os pecuaristas estão adquirindo bezerro a R$ 2.000 para a engorda, o que exige uma manutenção dos elevados preços da arroba para uma remuneração do setor lá na frente.
 
Se a China, por algum motivo, pisar no freio nas compras, o mercado interno não terá renda para garantir essa alta da carne.
 
Entre esses motivos que poderiam provocar exportações menores de proteínas do Brasil para a China estão desde a chegada de uma vacina contra a peste suína africana a um acerto comercial entre Estados Unidos e China.
 
Na avaliação de Alves, o produtor precisa olhar para a frente e buscar proteção contra eventual desaceleração dos preços.
Leia mais (11/22/2019 – 02h00)

Fonte do link