Nuzman é condenado a 30 anos de prisão por propina pelas Olimpíadas do Rio



O ex-presidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil) Carlos Arthur Nuzman foi condenado a quase 31 anos de prisão pela acusação de ter participado do pagamento de propina a membros do COI (Comitê Olímpico Internacional) em troca de votos para o Rio de Janeiro sediar as Olimpíadas de 2016.
Leia mais (11/25/2021 – 22h09)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários