Nova orientação do Partido Novo incomoda filiados

Uma nova resolução do Partido Novo, de João Amoêdo, causou ruído entre filiados nesta semana. Pela orientação, os filiados, pré-candidatos e mandatários continuarão livres para participar de movimentos de renovação política alheios à legenda, mas não poderão ter “compromisso de reciprocidade que possam interferir  na atuação política”.

Renato Battista, que é filiado do Novo e também coordenador nacional do MBL (Movimento Brasil Livre), diz que a mudança gerou preocupação em pessoas que, como ele, têm envolvimento com outras instituições.  
Leia mais (10/31/2019 – 23h39)

Fonte do link