No momento, óleo ameaça mais pescadores do que baleias e corais



A frase “óleo em Abrolhos” prenuncia uma catástrofe ambiental, sem dúvida, se o derramamento chegar em grandes quantidades ao banco de corais com maior diversidade de espécies do Atlântico Sul. Antes, porém, prepara-se um desastre social.
 
As manchas de piche começam a aparecer, ainda pequenas, no litoral de Canavieiras, município baiano que marca o limite norte da região de Abrolhos. Não confundir com o parque nacional marinho que protege o arquipélago de cinco ilhas a dezenas de quilômetros da costa, que não teria ainda sido atingido pelo óleo.
 
Em Canavieiras há pelo menos 12 mil pessoas que vivem da pesca e da coleta de caranguejos e mariscos numa reserva extrativista marinha com o tamanho de 2/3 do município de São Paulo. Dos 100 mil hectares, 15% são manguezais e ilhas habitados por centenas de milhões de crustáceos e moluscos.
Leia mais (10/29/2019 – 17h31)

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 + seis =