No Estado do Rio, 363 vítimas de Covid-19 esperam por vaga em UTI


Na tarde desta segunda-feira (4), 363 pessoas contaminadas pela Covid-19 ou suspeitas de contaminação aguardavam leitos em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da rede hospitalar do Rio de Janeiro. A estatística foi divulgada pela Secretaria estadual de Saúde.

Considerando todas as unidades da rede estadual, a taxa de ocupação é de 74% em leitos de enfermaria e de 84% em leitos de UTI, segundo a pasta da Saúde. Ao todo, 2.266 pacientes estão internados na rede estadual.

Só existem leitos para portadores do coronavírus no Hospital de Campanha Lagoa-Barra, no Leblon (zona sul do Rio) e no Hospital Regional Zilda Arns, em Volta Redonda (município do sul fluminense). A lotação no Zilda Arns é de 85% na enfermaria e 86% na UTI, segundo a Secretaria estadual de Saúde. No hospital de campanha há 60 pacientes internados, sendo 42 em leitos de UTI.

Segundo a secretaria, “há rotativa de vagas ocasionadas por altas, óbitos, além de reservas técnicas de leitos para pacientes já internados que possam agravar o quadro clínico, necessitando de UTIs”.

O próximo hospital de campanha a ser inaugurado – “nos próximos dias”, segundo a secretaria, que ainda não divulgou data – será o do Maracanã, que terá 400 leitos, 80 deles de UTI.

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × quatro =