Nióbio de Minas

Já se completaram os 60 dias ditos pelo Ministério Público de Minas para concluir a avaliação do contrato feito pela Codemig com a CBMM para exploração em iguais condições de comprometimento das jazidas de nióbio em Araxá. Se forem encontradas divergências entre os volumes retirados das duas jazidas, que deveriam ser equivalentes entre elas, a estatal Codemig terá o que reivindicar para seu caixa. Por esse relatório se espera há quase nove anos. Será que agora sai?

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários