Nilmário vai priorizar pequenas empresas de BH na contratação de serviços


Retomar a geração de empregos em Belo Horizonte é uma das prioridades de campanha do candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Nilmário Miranda. Para isso, ele quer usar o orçamento do município no fortalecimento de empresas da cidade. Segundo o petista, caso ele seja eleito prefeito da capital, a PBH irá priorizar micro e pequenas empresas locais na contratação serviços. 

“O orçamento de BH é muito alto, são R$ 13 bilhões por ano. Usar esse recurso da Prefeitura para contratações de prestadores de serviços e fornecedores locais é importantíssimo. Isso fortalece as empresas locais que são as maiores geradoras de emprego”, destacou o candidato.

“A cidade possui várias obras de pequeno porte, como recuperação de pavimentação urbana, por exemplo, que podem ser realizadas por micro e pequenas empresas daqui da cidade e não por grande empreiteiras indicadas por coleguismo político”, exemplificou. 
 
Nilmário também classificou suas propostas de redistribuição de renda para Belo Horizonte como vertente determinante para a retomada do emprego na capital. 

“Nós (PT) já provamos que investir nos pobres, fortalecer os pobres, da cidadania aos pobres fortalece o mercado interno. Nenhuma cidade é forte sem o mercado interno forte. Faz a economia rodar, aumenta a renda e o emprego”, ressaltou o candidato. Dentre suas propostas de governo, o petista defende uma política de renda mínima municipal complementar ao Bolsa Família que beneficiaria 90 mil famílias.

Além disso, o petista também destacou o desenvolvimento tecnológico dentre os pontos que ele pretende atuar para a retomada do desenvolvimento econômico da cidade. 

“Vamos investir em tecnologia de informação. Nós temos o projeto do BH Tec em parceria com a UFMG. Queremos também dar outro papel à Prodabel. Além de incentivar o empreendedorismo e o fortalecimento de startups na cidade”, afirmou. 

Capacitação

Nilmário ainda reforçou a necessidade de se oferecer capacitação profissional para o jovens de baixa renda da cidade e pessoas em situação de vulnerabilidade social. Segundo o petista, em uma gestão sua, ele vai ampliar parcerias com o Sistema S na geração dessas oportunidades e reforçar os centros regionais para o atendimento dessa população. 

“Vamos juntar com quem sabe fazer e dar essa capacitação ao jovem de baixa renda. Porque o problema da juventude é esse, não consegue o primeiro emprego porque não tem capacitação profissional e nem oportunidade de criá-la. Então eu reforço, para se discutir uma política ampla de primeiro emprego para o jovem é preciso primeiro capacitá-lo profissionalmente” , disse Nilmário e ainda destacou, como políticas públicas necessárias, o combate à evasão escolar e também garantir ao jovem acesso à cultura, esporte e lazer. 

“Só assim para evitar que o jovem recorra ao crime organizado, pois sabemos que ele oferece saídas fáceis e perigosas. O que não queremos é que continua essa mortandade de jovens negros e pobres”, reiterou.

Nilmário aproveitou para reforçar a proposta que ele tem de implementar em Belo Horizonte o programa Transcidadania. Criada na gestão de Fernando Haddad (PT) à frente da Prefeitura de São Paulo, a política visa acolher travestis e transexuais em situação de rua e oferecer a elas capacitação e oportunidade de emprego.

Fonte do link