Nenhum país do mundo enfrenta Covid parando uma de suas melhores universidades por falta de verba

A possível paralisação das atividades da UFRJ por falta de recursos até para pagar conta de energia já seria uma tragédia suficiente se não estivéssemos enfrentando uma pandemia. No contexto da Covid-19, no entanto, o anúncio da insustentabilidade financeira de uma das melhores universidades brasileiras ganha tom de surrealidade.

A universidade tem um orçamento projetado neste ano de R$ 383 milhões para arcar com serviços de limpeza, de segurança e com despesas ligadas às suas atividades mínimas de ensino, pesquisa e extensão.

O problema é que o orçamento federal previsto para a universidade é de R$ 299,1 milhões em 2021 ?e menos da metade dos recursos está, de fato, disponível para execução (R$ 146,9 milhões). O restante demanda suplementação via Congresso Nacional, que pode não acontecer.

Com a quantia que tem disponível em caixa, a UFRJ consegue operar até o meio do ano. Depois disso, não tem mais como pagar suas contas básicas ?e pode fechar as portas. Muitas portas: nove hospitais universitários, treze museus e mais de 1.450 laboratórios de pesquisa, em atividades que reúnem mais de 60 mil alunos na graduação e na pós.
Leia mais (05/12/2021 – 19h34)

Fonte do link