Mulheres negras protagonizam só 7,4% dos comerciais

“Você está perdendo dinheiro por ser racista”, pensava a publicitária Raphaella Martins Antonio, única negra da sala, em uma reunião com clientes. Munida de dados, a publicitária explicou, diplomaticamente, que uma campanha sem pluralidade era uma má decisão de negócio.

“A marca tinha público-alvo de negros e, na comunicação toda não aparecia nenhum negro. Precisei mostrar para o próprio cliente qual era o perfil do seu consumidor”, diz ela, que foi uma das líderes na implementação do programa de diversidade racial da agência J. Walter Thompson Brasil e hoje trabalha em uma empresa de mídia. 
Leia mais (10/06/2019 – 02h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here