Mulher planejou morte do marido para ficar com seguro de R$30 mil


A dona de casa Luciane Araujo Silva, 37, visava tomar posse do seguro de vida do marido, no valor de R$ 30 mil, e de seus bens patrimoniais quando planejou a morte dele. A informação foi repassada pela Polícia Civil nesta quarta-feira (10). O crime aconteceu no dia 2 de julho último, na residência do casal, no bairro Mineirão, na região do Barreiro.

O eletricista Joaniz Divino de Almeida, 33, foi esfaqueado e asfixiado. Segundo a delegada Bianca Mondaini, o suspeito Samuel Felipe da Paixão, 18, que seria amante da suspeita, recebeu R$ 50 dela para buscar dois comparsas da Pedreira Prado Lopes, na região Noroeste da capital, a fim de assassinar o eletricista. 

“Nós constatamos que ela já havia planejado esse crime havia algum tempo, e o amante estaria em segundo plano”, revelou a delegada. 

Para a polícia, a dona de casa contou que três homens invadiram a residência do casal e mandaram que ela saísse. Ainda segundo relato dela, o marido estava morto quando ela retornou. A mulher não acionou nem a Polícia Militar nem o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o que levantou a suspeita da corporação. 

Imagens de câmeras de segurança mostram Luciane saindo da casa e os suspeitos entrando. Conforme a delegada, a polícia ainda investiga se ao menos outros dois homens participaram do esquema. O casal será indiciado por homicídio.

Agora, a Polícia investiga a participação de ao menos duas pessoas na morte do eletricista. 

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here