Mudança no algodão tira valor de produção da casa do R$1 trilhão neste ano

O Ministério da Agricultura refez os cálculos do VBP (Valor Bruto da Produção), e as receitas de 2021 dos produtores, dentro da porteira, não deverão atingir R$ 1 trilhão, como previsto em dezembro. A nova previsão indica R$ 960 bilhões.

Essa redução ocorre porque a Coordenadoria Geral de Avaliação de Políticas e Informação do Mapa alterou os critérios na utilização do algodão.

Os dados passam a contemplar apenas o valor do algodão pluma, com base em produção e preços da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Com isso, essa lavoura, que registrava R$ 51 bilhões no ano passado, recuou para R$ 23 bilhões, segundo os novos critérios do Mapa.

A mudança não mexe apenas no valor total do VBP, mas muda também o ranking das principais culturas no país. A fibra, que ocupava a quarta posição entre as diversas culturas, agora passa a ser a quinta.
Leia mais (01/14/2021 – 23h15)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários