Minas Gerais tem 71,7%, dos leitos de UTI ocupados; em BH, índice é de 78%


Sete a cada dez leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de Minas Gerais estão ocupados. Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a taxa divulgada neste sábado (13), de 71,7%, apresentou estabilidade em relação a última sexta-feira (12), quando estava em 71,6%. Em Belo Horizonte, a média de ocupação é de 78%.

Os pacientes com Covid-19 ou suspeita da doença estão ocupando 12,21% dos leitos. Das 14 macrorregiões, a Nordeste tem o pior índice de ocupação, com 31,25% dos leitos destinados ao coronavírus, seguido pelas macrorregiões Vale do Aço, com 21,88%, e Sudeste, com 21,53%.

A SES informa que, para traçar metas específicas para cada região, foram criados Planos de Contingência de cada macrorregião, elaborados para o enfrentamento à pandemia. “Esse Plano estabelece ações complementares para desacelerar disseminação do novo Coronavírus (Sars-CoV-2) no território mineiro. É previsto o acompanhamento da situação de saúde dos usuários, monitoramento remoto e mapeamento mais próximo da capacidade de aumento de leitos de UTI”, afirma a secretaria.  

Na última quarta-feira (10), o Estado ganhou mais 328 leitos de UTI, que foram habilitados pelo Ministério da Saúde. Para os próximos dias, é aguardada a chegada de uma nova leva dos 1.047 respiradores adquiridos pelo Estado.

Ocupação de leitos por pacientes com Covid-19 ou supeita

Triângulo do Norte – 5,62%

Jequitinhonha- 5%

Vale do Aço – 21,88%

Nordeste – 31,25%

Noroeste – 21,05%

Leste – 13,16%

Sudeste – 21,53%

Sul – 13,01%

Oeste 12,12%

Centro Sul -6,35%

Leste do Sul – 14,13%

Norte – 7,04%

Centro – 9,21%

Triângulo do Sul – 0%

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 2 =