Mercado de papelão está aquecido como nunca, dizem catadores

O mercado de papelão está aquecido como nunca esteve antes, segundo a Ancat, associação de catadores. Com a escassez de matéria-prima na indústria, o preço do quilo do material bateu em R$ 1,50 neste ano, ante R$ 0,50 que era negociado no ano passado, segundo entidade.

A paralisação das atividades dos catadores de cooperativas e associações de reciclagem durante a fase mais crítica da pandemia em 2020 também impactou a cadeia de resíduos, segundo o catador Anderson Nassif, da Ancat.

“Como diminuiu a coleta, faltou matéria-prima na indústria, porque para fazer papelão, precisa de papelão. E aí os preços subiram”, diz Nassif.

Como antecipou o Painel S.A. no ano passado, a falta de papelão levou preocupação a setores como o farmacêutico e o de alimentos, pela produção de embalagens.
Leia mais (04/21/2021 – 18h55)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários